Reino de Maconge

DESTAQUES

                                                                               NOTAS EXPLICATIVAS
NOTA 1 - OS MACONGINOS NÃO MORREM; APENAS, NUM DETERMINADO MOMENTO DAS SUAS VIDAS, SE AUSENTAM PARA PARTE INCERTA. 
NOTA 2 - NO INÍCIO DE CADA CEIA NACIONAL, SÃO EVOCADOS OS MACONGINOS QUE, DESDE A CEIA ANTERIOR, SE AUSENTARAM PARA PARTE INCERTA. SÃO HOMENAGEADOS COM O PRIMEIRO VIRÓ-VIRA DA NOITE, ISTO É, COM O ESVAZIAR DOS COPOS, POR TODOS OS MACONGINOS DE PÉ E EM SILÊNCIO.
 O SILÊNCIO É QUEBRADO COM UM VIBRANTE GRITO ACADÉMICO A QUE TODOS RESPONDEM, SAUDANDO OS AUSENTES DE MACONGE, A COMEÇAR POR SUA MAJESTADE O REI E TERMINANDO NOS AUSENTES RECENTES. 

NOTA 3 - TODOS OS BRINDES (VIRÓ-VIRA) AO LONGO DA CEIA, SE DESIGNAM POR "PRIMEIRO VIRÓ-VIRA DA NOITE", SIGNIFICANDO QUE NÃO HÁ PRECEDÊNCIA ENTRE ELES. 

________________ 2018  ______________

ARMANDO LOPES DE OLIVEIRA
Dia 7 de Abril, de Lisboa, aos 77 anos de idade, Ausentou-se para Parte Incerta o macongino Armando Lopes de Oliveira.
Macongino por afinidade e convicção, era casado com a também macongina Maria João Caleres, frequentadores assiduos das ceias de Maconge.
Será recordado na Ceia Nacional do Seixal/Setúbal, no primeiro viró-vira da noite, feito de pé e em silêncio. 
CASIMIRO DA COSTA FERREIRA (CARUTO)
De Aveiro, com 81 anos de idade, Ausentou-se para Parte Incerta o macongino Casimiro da Costa Ferreira.
Natural do Lobito, veio para Sá da Bandeira, para o Liceu Diogo Cão, onde foi contemporâneo do Vice-Rei D. Olavo Godinho.
Eximio cantador do fado de Coimbra, frequentou várias ceias de Aveiro, onde residia e exercia a sua actividade como professor de matemática e fisica na Universidade.
Será recordado na Ceia Nacional do Seixal/Setúbal, no primeiro viró-vira da noite, feito de pé e em silêncio.
TITO LÍVIO AMARAL LOPES
Dia 27 de Março, Ausentou-se para Parte Incerta o macongino Tito Lívio Amaral Lopes.
Em Sá da Bandeira foi aluno da EICAP e do Instituto Comercial.
Será recordado na Ceia Nacional do Seixal/Almada, no primeiro viró-vira da noite, feito de pé e em silêncio
JACQUES RAÚL ALVES RAMOS SOARES
Dia 21 de Março, da cidade do Porto, Ausentou-se para Parte Incerta o macongino Jacques Raúl Soares.
Em sá da Bandeira, foi aluno da EICAP, no curso de desenhador, tendo prosseguido os seus estudos em Portugal como arquiteto.
Será recordado na Ceia Nacional de do Seixal/Setúbal, no primeiro viró-vira da noite, feito de pé e em silêncio.
HAMILTON CARLOS DO AMARAL LOPES
Dia 18 de Março, com 76 anos de idade, de Lisboa, Ausentou-se para Parte Incerta o macongino Hamilton Carlos do Amaral Lopes.
Em Sá da Bandeira, foi aluno da EICAP.
Será recordado na Ceia Nacional do Seixal/Setúbal, no primeiro viró-vira da noite, feito de pé e em silêncio. 
NAZARÉ TELES DE CARVALHO
Dia 6 de Março, aos 84 anos de idade, de Viseu, Ausentou-se para Parte Incerta a macongina Nazaré Teles de Carvalho.
Em Sá da Bandeira foi professora da EICAP.
Será recordada na Ceia Nacional do Seixal/Setúbal, no primeiro viró-vira da noite, feito de pé e em silêncio. 
VENÂNCIO MARTINS
Dia 9 de Fevereiro, com 91 anos de idade, da Nazaré, Ausentou-se para Parte Incerta, o macongino Venâncio Martins, pai dos também maconginos Paulo Martins, Quental Martins, Dulce Martins e Paula Cristina Martins.
Exerceu a sua actividade profissional nos laboratórios do Liceu Diogo Cão.
Será recordado na Ceia Nacional de Aveiro, no primeiro viró-vira da noite, feito de pé e em silêncio. 
RAUL JOSÉ CANDEIAS DA SILVA
Dia 18 de Janeiro, com a idede de 95 anos, de Lisboa, Ausentou-se para Parte Incerta, o macongino Raul José Candeias da Silva, pai dos também maconginos Nilza Candeias e Vladi Candeias (API).

Licenciado em Histórico Filosóficas, foi professor de História, Filosofia e OPAN, tendo sido ao longo da sua vida académica director de várias escolas comerciais e professor de liceus - entre os quais o liceu Diogo Cão.

Terminou a sua carreira profissional como Inspector  Principal do Ministério de Educação.

Será recordado na Ceia Nacional de Faro, no primeiro viró-vira da noite, feito de pé e em silêncio.

RESERVA DE IMAGENS E DE TEXTOS

 RESERVA DE TEXTOS E IMAGENS
TODAS AS IMAGENS, TEXTOS E DOCUMENTOS INCLUÍDOS NESTE SITE SÃO CÓPIAS DE ORIGINAIS QUE PERTENCEM A MACONGINOS DEVIDAMENTE IDENTIFICADOS E QUE, EXPLICITAMENTE, AUTORIZARAM A SUA PUBLICAÇÃO NESTE SITE OFICIAL DE MACONGE. 
ASSIM, CONSIDERA-SE ABUSIVA A SUA UTILIZAÇÃO NOUTROS CONTEXTOS, NOMEADAMENTE NAS CHAMADAS "REDES SOCIAIS" QUE, PELO SEU CARÁCTER GENERALISTA E PROMÍSCUO, NÃO ATENDEM
CLARAMENTE À RESERVA DE IMAGEM E DE AUTOR QUE ESTÁ IMPLÍCITA A CADA DOCUMENTO, TEXTO OU FOTOGRAFIA, AINDA MAIS QUANDO NÃO IDENTIFICADOS E OMITIDA A SUA PROVENIÊNCIA. 
   CHAMA-SE A ESPECIAL ATENÇÃO PARA A UTILIZAÇÃO DE FOTOGRAFIAS DOS "AUSENTES EM PARTE INCERTA", CEDIDAS PELOS SEUS FAMILIARES EM LUTO, COM UMA FINALIDADE ESPECÍFICA E RESTRITA. OBRIGADO.